quinta-feira, 13 de fevereiro de 2014

Oficina de promoção do trabalho decente nos grandes eventos - copa do mundo 2014

A UCIRN, participou da Oficina de promoção do trabalho decente nos grandes eventos - copa do mundo 2014, realizada pelo MPT - Ministério Público do Trabalho em Natal RN das 9:00 ás 17hs.

Um dos objetivos dessa oficina, é a viabilização do trabalho e renda para todos os segmentos dos trabalhadores, preparando-os não só para a copa do mundo mas para o depois. Estavam presentes membros  do MP, representantes de vários segmentos etnicorraciais, tais como; quilombolas, ciganos, matrizes africanas e negros, e demais entidades relacionadas ao tema. Contamos com a presença dos rons; Diana, A vice presidente da UCIRN/Articuladora Estadual das Lideranças Ciganas do RN, bem como os rons Omar e Albaniza Ivanovichi. que na oportunidade expuseram parte do seu acervo de cultura cigana, propagando e difundindo a cultura cigana no local.

Lembramos que Natal/RN é uma das sedes da copa, e em virtude disso, a UCIRN, destacou as principais necessidades financeiras do povo cigano. Na nossa fala, esclarecemos um pouco da nossa cultura, como nós ciganos ganhamos nosso pão de cada dia, a descriminação que sofremos nas feiras e ruas quando saímos para batalhar. Pedimos que assim como as demais etnias, nós ciganos também sejamos respeitados, como pessoas, cidadão de bem, pois possuímos família, filhos para sustentar, e que as pessoas nos olhem com mais respeito. basta de cometários semelhantes a de alguns dicionários on line, que denigrem nossos nome, e nos impedem de ganhar nosso dinheiro limpo e  honesto. afinal a arte de compra e venda, é algo que o cigano faz com propriedade.

Em face disso, solicitamos uma forma de legalização do trabalho informal específica para o cigano, que trabalha diretamente nas feiras municipais, e que em muitas das situações perdem sua mercadoria por desconhecimento da importância da nota fiscal, devido ao analfabetismo acentuado dos ciganos calons.

Que as benfeitorias cheguem logo a todos os ranchos sem exceção. pois entendemos que todos os ciganos precisam de autonomia financeira.

seguem as fotos:






Nenhum comentário:

Postar um comentário